Quinta-feira, 28 de Dezembro de 2006
Substância descoberta na saliva humana é quatro vezes mais potente que morfina
"No corpo humano existem uma série de substâncias que impulsionam o bem-estar naturalmente, como é o caso das endorfinas, no entanto, os cientistas sabem que é muito difícil identificar analgésicos que são produzidos e libertados pelo corpo humano.

Cientistas do Pasteur Institute de Paris, em França, anunciam na actual edição de 13 de Novembro, do jornal científico Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS) que descobriram um analgésico super potente produzido pelo corpo humano, que denominaram de Opiorfina. A opiorfina, de acordo com os cientistas franceses, é quatro vezes mais potente que a morfina no alívio da dor e não provoca efeitos secundários indesejados como dependência.

«A opiorfina apresenta uma actividade analgésica potente em modelos de dor químicos e mecânicos ao activar a transmissão endógena dependente de opióides», escrevem os cientistas no artigo publicado no PNAS e adiantam que «a sua função está intimamente relacionada com a peptide sialorfina em ratos, que é um inibidor da percepção da dor, e age ao potenciar caminhos endógenos encefalinérgicos dos receptores μ e δ dependentes de opióides, que é um inibidor da percepção da dor».

Os especialistas explicam no artigo que, a opiorfina parece funcionar ao impedir que químicos como a encefalina deixem de funcionar. A encefalina é uma substância produzida pelo organismo que activa os receptores opióides, os quais impedem que os sinais da dor cheguem ao cérebro.

Os especialistas testaram a opiorfina in vivo utilizando ratos de laboratório e escrevem no estudo no PNAS que, «aqui demonstramos a especificidade funcional in vivo da opiorfina humana. A força supressora da opiorfina na dor é tão efectiva como a morfina no comportamento de modelos de dor aguda mecânica em ratos - o teste dos alfinetes».

De acordo com os testes desenvolvidos pelos cientistas nos animais, estes chegaram à conclusão que a opiorfina diminui a dor fisiológica e mecânica e adiantam que a opiorfina é a primeira substância analgésica produzida pelo corpo humana identificada, que actua utilizando o mecanismo de protecção dos receptores opióides.

«A nossa descoberta da opiorfina é extremamente excitante de um ponto de vista fisiológico no contexto dos caminhos opiodérgicos endógenos, notavelmente na modelação dos estados relacionados com o humor e sensação da dor», escrevem os cientistas no PNAS e defendem que, «para além disso, devido às suas propriedades in vivo, a opiorfina pode ter implicações terapêuticas»."

                                     in_tvciencia
Pra identificar:
gatafunhado por gringa às 11:18
vê onde tá | diz qualquer coisa | favorito
Mexe-te - O Eu

Mexe-te - quem sou?

Mexe-te - seguir perfil

Mexe-te - prokura por aki
 
Mexe-te - Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31
Mexe-te - antiguidades

Mexe-te - Agosto 2007

Mexe-te - Janeiro 2007

Mexe-te - Dezembro 2006

Mexe-te - Outubro 2006

Mexe-te - Setembro 2006

Mexe-te - Agosto 2006

Mexe-te - Pra identificar

Mexe-te - "Tecnológiquices"

Mexe-te - A Ciência e a Vida

Mexe-te - a ciência e a vida

Mexe-te - actualidade

Mexe-te - Educação

Mexe-te - todas as tags

Mexe-te - Ligações
Mexe-te - os mais recentes

Mexe-te - Ilusão simula experiência...

Mexe-te - Terá uma seca a nível mun...

Mexe-te - Duas espécies tornam-se u...

Mexe-te - Alterações climáticas est...

Mexe-te - Golos geram golos!

Mexe-te - Florescimentos de plâncto...

Mexe-te - Tumores cerebrais atacam ...

Mexe-te - Dieta rica em leite pode ...

Mexe-te - Relatório chama a atenção...

Mexe-te - Serão as experiências de ...

Mexe-te - Um comprimido para combat...

Mexe-te - Terá a Terra semeado Vida...

Mexe-te - Ter-se-ão os Homens moder...

Mexe-te - Terá sido inevitável o su...

Mexe-te - Algodão sem toxinas pode ...

Mexe-te - Químico dá novo alento ao...

Mexe-te - Pequenos animais levitado...

Mexe-te - Aumento do oxigénio antec...

Mexe-te - Descoberta brilhante na p...

Mexe-te - Mutação pode eliminar dor

Mexe-te - Nascimentos virgens de dr...

Mexe-te - O mamífero que cheira deb...

Mexe-te - Sensores inerciais inteli...

Mexe-te - Teletransporte de informa...

Mexe-te - Programa de computador po...

Mexe-te - Telemóveis e portáteis co...

Mexe-te - OCDE: Profunda reforma no...

Mexe-te - NASA leva público a viaja...

Mexe-te - Identificado novo gene qu...

Mexe-te - Proteína hereditária que ...

Mexe-te - Mulheres precisam duas ve...

Mexe-te - Chuva em excesso pode des...

Mexe-te - Telemóveis podem ter impa...

Mexe-te - Possibilidade de existênc...

Mexe-te - Genes não codificados pod...

Mexe-te - Terapia Hormonal pós-meno...

Mexe-te - Vírus geneticamente modif...

Mexe-te - Transplante de células re...

Mexe-te - Homem moderno transporta ...

Mexe-te - Substância descoberta na ...

Mexe-te - Feixes de radiação por an...

Mexe-te - Sequenciação de ADN de Ne...

Mexe-te - Variações no genoma human...

Mexe-te - Identificada possível ori...

Mexe-te - Cancro é a segunda causa ...

Mexe-te - Neandertais e Homem Moder...

Mexe-te - Abandonar consumo de taba...

Mexe-te - Odor pode funcionar como ...

Mexe-te - Sistema nervoso de caracó...

Mexe-te - União Europeia financia v...

Mexe-te - subscrever feeds