Quinta-feira, 28 de Dezembro de 2006
Possibilidade de existência de vida em Marte continua em aberto
" Para a comunidade científica o factor mais importante para a possível existência de vida em Marte continua por confirmar, ou seja, a existência de água líquida. No entanto, dois estudos científicos apresentados recentemente, um no website do International of Astronomy e outro na publicação científica Proceedings of The National Academy (PNAS), aumentam a esperança da existência de formas de vida activas no Planeta Vermelho.

O estudo publicado no PNAS e desenvolvido por uma equipa de investigadores da Universidade Autónoma Nacional do México, da Cidade do México, liderada por Rafael Navarro-González, decidiu voltar a analisar amostras de solos agrestes terrestres semelhantes aos de Marte, que terão servido para análise de teste dos veículos enviados pelas missões Viking da NASA, em 1976, para Marte.

Na altura, os veículos das missões Viking não detectaram a presença de qualquer forma de vida em Marte, tal como foram incapazes de o fazer nos solos secos da Antárctica e do Deserto de Atacama, no Chile, apesar de se saber à partida que nestes solos existiam bactérias.

Os cientistas da Cidade do México defendem agora que a falha se deu ao nível da sensibilidade dos instrumentos utilizados. Isto porque, na nova análise, agora realizada às mesmas amostras, os cientistas utilizaram um método de análise mais sensível denominado de TV-GC-MS e detectaram traços de matéria orgânica.

No estudo apresentado no website do International of Astronomy, cientistas do Space Telescope Science Institute (STScI), em Baltimore, nos EUA, defendem ter descoberto micróbios na Terra capazes de sobreviver a temperaturas extremas geladas e reproduzir-se. Uma esperança para a existência de vida em Marte, já que os especialistas indicam que, ambientes semelhantes podem ser encontrados nesse planeta.

A experiência dos especialistas consistiu em submeter organismos unicelulares – os halófilos e metanógenes – recolhidos em lagos do Antárctico a temperaturas muito baixas e que são conhecidos como extremófilos, pela capacidade de sobreviver em condições extremas. No estudo, os cientistas demonstram que tentaram fazer crescer estes organismos em laboratório, utilizando água e sal a 28 graus Celsius negativos e verificaram que estes se reproduziram normalmente.

Tal como estes organismos foram capazes de sobreviver e reproduzir-se a estas temperaturas, os cientistas acreditam que o mesmo pode acontecer em Marte, onde se verificam as mesmas condições ambientais. Para explicar esta capacidade de sobrevivência, os cientistas indicam que, provavelmente, isso só foi possível através do recurso a estratégias de adaptação ao ambiente por parte dos organismos, ao formarem agregados de células para partilharem os mesmos nutrientes."

                               in_tvciencia
Pra identificar:
gatafunhado por gringa às 11:26
vê onde tá | diz qualquer coisa | favorito
Mexe-te - O Eu

Mexe-te - quem sou?

Mexe-te - seguir perfil

Mexe-te - prokura por aki
 
Mexe-te - Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31
Mexe-te - antiguidades

Mexe-te - Agosto 2007

Mexe-te - Janeiro 2007

Mexe-te - Dezembro 2006

Mexe-te - Outubro 2006

Mexe-te - Setembro 2006

Mexe-te - Agosto 2006

Mexe-te - Pra identificar

Mexe-te - "Tecnológiquices"

Mexe-te - A Ciência e a Vida

Mexe-te - a ciência e a vida

Mexe-te - actualidade

Mexe-te - Educação

Mexe-te - todas as tags

Mexe-te - Ligações
Mexe-te - os mais recentes

Mexe-te - Ilusão simula experiência...

Mexe-te - Terá uma seca a nível mun...

Mexe-te - Duas espécies tornam-se u...

Mexe-te - Alterações climáticas est...

Mexe-te - Golos geram golos!

Mexe-te - Florescimentos de plâncto...

Mexe-te - Tumores cerebrais atacam ...

Mexe-te - Dieta rica em leite pode ...

Mexe-te - Relatório chama a atenção...

Mexe-te - Serão as experiências de ...

Mexe-te - Um comprimido para combat...

Mexe-te - Terá a Terra semeado Vida...

Mexe-te - Ter-se-ão os Homens moder...

Mexe-te - Terá sido inevitável o su...

Mexe-te - Algodão sem toxinas pode ...

Mexe-te - Químico dá novo alento ao...

Mexe-te - Pequenos animais levitado...

Mexe-te - Aumento do oxigénio antec...

Mexe-te - Descoberta brilhante na p...

Mexe-te - Mutação pode eliminar dor

Mexe-te - Nascimentos virgens de dr...

Mexe-te - O mamífero que cheira deb...

Mexe-te - Sensores inerciais inteli...

Mexe-te - Teletransporte de informa...

Mexe-te - Programa de computador po...

Mexe-te - Telemóveis e portáteis co...

Mexe-te - OCDE: Profunda reforma no...

Mexe-te - NASA leva público a viaja...

Mexe-te - Identificado novo gene qu...

Mexe-te - Proteína hereditária que ...

Mexe-te - Mulheres precisam duas ve...

Mexe-te - Chuva em excesso pode des...

Mexe-te - Telemóveis podem ter impa...

Mexe-te - Possibilidade de existênc...

Mexe-te - Genes não codificados pod...

Mexe-te - Terapia Hormonal pós-meno...

Mexe-te - Vírus geneticamente modif...

Mexe-te - Transplante de células re...

Mexe-te - Homem moderno transporta ...

Mexe-te - Substância descoberta na ...

Mexe-te - Feixes de radiação por an...

Mexe-te - Sequenciação de ADN de Ne...

Mexe-te - Variações no genoma human...

Mexe-te - Identificada possível ori...

Mexe-te - Cancro é a segunda causa ...

Mexe-te - Neandertais e Homem Moder...

Mexe-te - Abandonar consumo de taba...

Mexe-te - Odor pode funcionar como ...

Mexe-te - Sistema nervoso de caracó...

Mexe-te - União Europeia financia v...

Mexe-te - subscrever feeds