Quinta-feira, 28 de Dezembro de 2006
OCDE: Profunda reforma no Ensino Superior é necessária em Portugal
" Nas últimas décadas o desenvolvimento do Ensino Superior em Portugal tem sido visível e exponencial, já que o número de entradas de estudantes no Ensino Superior terá aumentado de 30 mil na década de 1960 para mais de 400 mil no ano 2000.

Mas apesar do rápido crescimento, existem ainda questões por resolver de forma a colocar o país a par de outras nações europeias, de forma a alcançar a qualidade e excelência em termos de ensino superior, investigação e inovação.

Mas se a evolução é notória, um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) sobre o sistema de ensino superior em Portugal indica que a frequência e o nível global de formação no ensino superior português continua aquém dos praticados na Europa.

«Hoje, o sistema de educação terciário português enfrenta um grande problema», indicam especialistas da OCDE, no relatório de avaliação do sistema de ensino superior, que será amanhã, 14 de Dezembro, apresentado em Lisboa, pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

No relatório da OCDE pode ler-se que, «por um lado, os declínios na entrada nos últimos anos tem criado uma real ou potencial excesso de capacidade em alguns estabelecimentos ou uma discrepância de espaço de locais com os padrões actuais de procura, por programas ou regiões. Por outro lado, os níveis totais de aquisição terciária precisam de se expandir, se Portugal quer estar a par dos standards europeus».

De acordo com comunicado da OCDE, o relatório - que será apresentado amanhã em Lisboa e hoje passado em revista pelas autoridades portugueses – tem como principais linhas de reforma, as mudanças na gestão e governação dos estabelecimentos de ensino superior, de forma a melhorar a qualidade de ensino e eficiência de desempenho.

«Existem ainda mais problemas sérios de gestão e governação a nível institucional, que parcialmente reflecte as limitações para os actuais regimes regulamentares e financeiros», indicam os especialistas no relatório e adiantam que, «o actual sistema de governação inibe uma gestão efectiva e a inovação».

Os especialistas referem que, «o espaço de manobra para os politécnicos e para as instituições do sector privado é ainda mais circunscrito. Estes factores contribuem para uma capacidade limitada de liderança e gestão para responder à flexibilidade para alterar as condições de procura e para gerir instituições de forma efectiva e eficiente».

Para que seja possível avaliar os progressos e as novas aplicações práticas, agora propostas, Portugal deverá proceder a um relatório de acompanhamento nos próximos dois anos. Para além disso, no relatório da Organização aconselha a criação de um Conselho Nacional de coordenação de todo o ensino superior, à semelhança do Conselho Coordenador do Ensino Superior (CCES), estabelecido em decreto de lei de Outubro de 2006, pelo MCTES.

A OCDE propõe que o CCES tenha um alto nível de autoridade, seja presidido pelo Primeiro-ministro e tenha como Vice-presidente o Ministro da Ciência. Para além disso, indica que o CCES «não deve ser um Conselho para pura consulta ou debate mas deve ter a responsabilidade de tomar decisões estratégicas. Os termos de referência do CCES devem ser claramente focados na estratégia do Ensino Superior e articulados com os objectivos nacionais e prioridades para o sector».

As mudanças propostas ao nível da gestão pressupõem um seguimento das estratégias nacionais em termos de inovação, sendo que esta função caberá ao Governo, enquanto que os estabelecimentos de ensino deverão, em termos de gestão, usufruir da maior liberdade para cumprirem as suas missões.

«Este aumento significativo da autonomia institucional deve ser introduzido de forma diferente e progressiva dependendo das capacidades das instituições e da extensão dos desafios que enfrentam», referem os especialistas.

Na prática, a OCDE propõem que as instituições ganhem mais autonomia e passem a funcionar como fundações privadas, sendo que, «enquanto vão continuar a ser financeiramente suportadas pelo Governo, devem, por exemplo, funcionar e serem vistas como pertencendo mais ao sector privado. Por exemplo, a liberdade de gestão vai ser a norma, as finanças serão apresentadas separadamente do sistema do estado e devem incluir a remoção da designação de serviço público a todos os empregados das instituições de ensino superior».

Por outro lado, muito se tem falado sobre o facto de existirem instituições de ensino superior, Universidades e Politécnicos, em excesso num país de pequena dimensão. Algumas das propostas mais viáveis, para as instituições com pouca procura por parte de alunos, passam pelo encerramento de umas e integração de outras.

Neste capítulo, o relatório da OCDE sublinha a importância de se manter o sistema binário, já que os Politécnicos são essenciais para responder a um nicho de mercado que procura formação especializada em menos tempo. No entanto, defende também a necessidade de integração de algumas instituições para garantir a sua sustentabilidade.

A título de conclusão, pode ler-se no relatório da OCDE que, «um sector de ensino superior português vibrante precisa de reforma no ensino secundário; tem de ser bem articulado com o sistema da ciência e tecnologia; e precisa de ser ligado ao desenvolvimento do mercado de trabalho e aos ambiciosos planos de Portugal decorrentes da estratégia de Lisboa»."

                                        in_tvciencia
Pra identificar:
gatafunhado por gringa às 11:36
vê onde tá | diz qualquer coisa | favorito
Mexe-te - O Eu

Mexe-te - quem sou?

Mexe-te - seguir perfil

Mexe-te - prokura por aki
 
Mexe-te - Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31
Mexe-te - antiguidades

Mexe-te - Agosto 2007

Mexe-te - Janeiro 2007

Mexe-te - Dezembro 2006

Mexe-te - Outubro 2006

Mexe-te - Setembro 2006

Mexe-te - Agosto 2006

Mexe-te - Pra identificar

Mexe-te - "Tecnológiquices"

Mexe-te - A Ciência e a Vida

Mexe-te - a ciência e a vida

Mexe-te - actualidade

Mexe-te - Educação

Mexe-te - todas as tags

Mexe-te - Ligações
Mexe-te - os mais recentes

Mexe-te - Ilusão simula experiência...

Mexe-te - Terá uma seca a nível mun...

Mexe-te - Duas espécies tornam-se u...

Mexe-te - Alterações climáticas est...

Mexe-te - Golos geram golos!

Mexe-te - Florescimentos de plâncto...

Mexe-te - Tumores cerebrais atacam ...

Mexe-te - Dieta rica em leite pode ...

Mexe-te - Relatório chama a atenção...

Mexe-te - Serão as experiências de ...

Mexe-te - Um comprimido para combat...

Mexe-te - Terá a Terra semeado Vida...

Mexe-te - Ter-se-ão os Homens moder...

Mexe-te - Terá sido inevitável o su...

Mexe-te - Algodão sem toxinas pode ...

Mexe-te - Químico dá novo alento ao...

Mexe-te - Pequenos animais levitado...

Mexe-te - Aumento do oxigénio antec...

Mexe-te - Descoberta brilhante na p...

Mexe-te - Mutação pode eliminar dor

Mexe-te - Nascimentos virgens de dr...

Mexe-te - O mamífero que cheira deb...

Mexe-te - Sensores inerciais inteli...

Mexe-te - Teletransporte de informa...

Mexe-te - Programa de computador po...

Mexe-te - Telemóveis e portáteis co...

Mexe-te - OCDE: Profunda reforma no...

Mexe-te - NASA leva público a viaja...

Mexe-te - Identificado novo gene qu...

Mexe-te - Proteína hereditária que ...

Mexe-te - Mulheres precisam duas ve...

Mexe-te - Chuva em excesso pode des...

Mexe-te - Telemóveis podem ter impa...

Mexe-te - Possibilidade de existênc...

Mexe-te - Genes não codificados pod...

Mexe-te - Terapia Hormonal pós-meno...

Mexe-te - Vírus geneticamente modif...

Mexe-te - Transplante de células re...

Mexe-te - Homem moderno transporta ...

Mexe-te - Substância descoberta na ...

Mexe-te - Feixes de radiação por an...

Mexe-te - Sequenciação de ADN de Ne...

Mexe-te - Variações no genoma human...

Mexe-te - Identificada possível ori...

Mexe-te - Cancro é a segunda causa ...

Mexe-te - Neandertais e Homem Moder...

Mexe-te - Abandonar consumo de taba...

Mexe-te - Odor pode funcionar como ...

Mexe-te - Sistema nervoso de caracó...

Mexe-te - União Europeia financia v...

Mexe-te - subscrever feeds