Quinta-feira, 28 de Dezembro de 2006
Telemóveis e portáteis com carregamento de energia sem fios
" O caminho é para que cada vez mais o dia a dia seja facilitado por uma panóplia de dispositivos que contribuem para o bem-estar das pessoas e maior eficiência nos locais de trabalho. Depois da revolução das ligações sem fios (wireless) para navegar na Internet, com cidades a dispor de uma completa rede wireless, cientistas do Massachusettes Institute of Technology (MIT) tentam agora aplicar o mesmo princípio na transferência de energia.

A ideia é que dispositivos como os telemóveis ou os computadores portáteis sejam completamente independentes de fios e autónomos em termos de energia, já que poderão estar constantemente a ser ‘carregados’ por energia transmitida através de campos electromagnéticos.

Pode parecer absurdo, mas a ideia surgiu quando Marin Soljacic, um investigador do Departamento de Física e Laboratório de Investigação de Electrónica do MIT, foi incomodado durante a noite pelo barulho produzido pelo telemóvel quando está a ficar sem bateria.

«É inútil referir que isto acontece sempre a meio da noite», refere o investigador, citado em comunicado do MIT e adianta que, «por isso, uma noite às três da manhã ocorreu-me: Não seria fantástico se esta ‘coisa’ se auto carregasse?».

A partir daqui surgiu um projecto inovador que visa desenhar fontes de energia e carregamento de dispositivos através de um sistema wireless. Para isso, o investigador decidiu aplicar o fenómeno de indução electromagnética para transmitir energia sem fios. Neste fenómeno, a corrente eléctrica pode passar através de duas bobinas de transformadores, uma ‘emissora’ e outra ‘receptora’, sem que as bobinas estejam em contacto directo.

Este fenómeno levou o investigador a imaginar que um transformador poderia, por exemplo numa casa, ser utilizado em diferentes salas para emitir energia a grandes distâncias. «Em vez de irradiar o ambiente com ondas electromagnéticas, uma transmissor de energia iria preencher o espaço ao redor do mesmo com um campo electromagnético ‘não irradiante’», explica o cientista, de acordo com comunicado do MIT.

«A energia iria apenas ser ‘colhida’ por dispositivos especialmente desenhados para ‘fazer a ressonância’ com o campo», explica Marin Soljacic e adianta que, «a maioria da energia que não fosse apanhada pelo receptor seria reabsorvida pelo emissor».

De acordo com o especialista, a transferência de energia não irradiante pode ser o caminho mais provável para os sistemas de energia wireless, apesar do mesmo referir que «não foi certamente claro ou óbvio para nós, no início, de como poderia verdadeiramente funcionar, dado os constrangimentos dos materiais disponíveis, objectos ambientais alheios e por ai em diante. Foi ainda menos claro para nós qual o design que melhor funcionaria».

Para chegar a esta conclusão, o especialista juntamente com os colegas tiveram de levar a cabo simulações de computadores e cálculos teóricos. Após algum tempo de experiências, o investigador refere que como a energia wireless não irradiante tem uma abrangência limitada, para se carregar a bateria de um portátil dentro de uma casa será necessário fontes de energia em todas as divisões, para que seja possível transmitir energia num espaço de alguns metros."

                            in_tvciencia
Pra identificar:
gatafunhado por gringa às 11:38
vê onde tá | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


Mexe-te - O Eu

Mexe-te - quem sou?

Mexe-te - seguir perfil

Mexe-te - prokura por aki
 
Mexe-te - Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31
Mexe-te - antiguidades

Mexe-te - Agosto 2007

Mexe-te - Janeiro 2007

Mexe-te - Dezembro 2006

Mexe-te - Outubro 2006

Mexe-te - Setembro 2006

Mexe-te - Agosto 2006

Mexe-te - Pra identificar

Mexe-te - "Tecnológiquices"

Mexe-te - A Ciência e a Vida

Mexe-te - a ciência e a vida

Mexe-te - actualidade

Mexe-te - Educação

Mexe-te - todas as tags

Mexe-te - Ligações
Mexe-te - os mais recentes

Mexe-te - Ilusão simula experiência...

Mexe-te - Terá uma seca a nível mun...

Mexe-te - Duas espécies tornam-se u...

Mexe-te - Alterações climáticas est...

Mexe-te - Golos geram golos!

Mexe-te - Florescimentos de plâncto...

Mexe-te - Tumores cerebrais atacam ...

Mexe-te - Dieta rica em leite pode ...

Mexe-te - Relatório chama a atenção...

Mexe-te - Serão as experiências de ...

Mexe-te - Um comprimido para combat...

Mexe-te - Terá a Terra semeado Vida...

Mexe-te - Ter-se-ão os Homens moder...

Mexe-te - Terá sido inevitável o su...

Mexe-te - Algodão sem toxinas pode ...

Mexe-te - Químico dá novo alento ao...

Mexe-te - Pequenos animais levitado...

Mexe-te - Aumento do oxigénio antec...

Mexe-te - Descoberta brilhante na p...

Mexe-te - Mutação pode eliminar dor

Mexe-te - Nascimentos virgens de dr...

Mexe-te - O mamífero que cheira deb...

Mexe-te - Sensores inerciais inteli...

Mexe-te - Teletransporte de informa...

Mexe-te - Programa de computador po...

Mexe-te - Telemóveis e portáteis co...

Mexe-te - OCDE: Profunda reforma no...

Mexe-te - NASA leva público a viaja...

Mexe-te - Identificado novo gene qu...

Mexe-te - Proteína hereditária que ...

Mexe-te - Mulheres precisam duas ve...

Mexe-te - Chuva em excesso pode des...

Mexe-te - Telemóveis podem ter impa...

Mexe-te - Possibilidade de existênc...

Mexe-te - Genes não codificados pod...

Mexe-te - Terapia Hormonal pós-meno...

Mexe-te - Vírus geneticamente modif...

Mexe-te - Transplante de células re...

Mexe-te - Homem moderno transporta ...

Mexe-te - Substância descoberta na ...

Mexe-te - Feixes de radiação por an...

Mexe-te - Sequenciação de ADN de Ne...

Mexe-te - Variações no genoma human...

Mexe-te - Identificada possível ori...

Mexe-te - Cancro é a segunda causa ...

Mexe-te - Neandertais e Homem Moder...

Mexe-te - Abandonar consumo de taba...

Mexe-te - Odor pode funcionar como ...

Mexe-te - Sistema nervoso de caracó...

Mexe-te - União Europeia financia v...

Mexe-te - subscrever feeds